Ambiente de Comunicação

Superintendente: MELINA de Carvalho Barbosa
(melinab@bnb.gov.br)

Gerente: Evangelina Leonilda Aragão Matos
(evangelina@bnb.gov.br)

Imprensa

Endereço - Av. Dr. Silas Munguba, 5.700. Passaré
Cidade/UF - Fortaleza (CE)
Fone - 85 3299 3301 / 85 3299 3149
Gerente: Francisco Maxshwell dos Santos de Oliveira
(max.oliveira@bnb.gov.br)
Telefone: 3299-3149
Institucional: imprensa@bnb.gov.br

Envie sua mensagem para a Sala de Imprensa do Banco do Nordeste.

Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Texto para identificação Atualizar CAPTCHA Atualizar CAPTCHA

Sala de Imprensa Sala de Imprensa


Voltar

No BNB, Michel Temer assina regulamentação de renegociação de dívidas rurais

Fortaleza, 9 de novembro de 2016 – O presidente da República, Michel Temer assinou o decreto de regulamentação da Lei de Renegociação de Dívidas Rurais (Lei 13.340, de 28 de setembro de 2016) na tarde de hoje, no Centro Administrativo do Banco do Nordeste, em Fortaleza (CE). Com a medida, mais de 674 mil clientes do Banco do Nordeste terão condições especiais para liquidação ou renegociação de dívidas rurais contratadas até dezembro de 2011, com descontos que podem chegar a até 95% sobre o saldo devedor nos casos de liquidação.

“Um dos diálogos mais importantes que devo ter é com o Nordeste”, disse Michel Temer. Para o presidente do Banco do Nordeste, Marcos Holanda, a visita do presidente da República é um sinal de priorização das ações do Governo Federal para o Nordeste. A regulamentação da Lei de Renegociação de Dívidas Rurais representa a oferta de oportunidades para restaurar a capacidade produtiva dos produtores, geração de emprego e renda, afirmou.

O senador Eunício Oliveira manifestou satisfação pela visita do presidente Michel Temer em estados nordestinos como Pernambuco e Ceará, “para conhecer o sofrimento da nossa gente, fazendo périplo pelas terras secas, visitando barragens sem um pingo d'água”. O senador ressaltou que, nacionalmente, 1,5 milhão de contratos poderão ser renegociados com base na Lei 13.340.

Condições de renegociação

A partir da assinatura do decreto, produtores rurais com operações de crédito contratadas com o Banco do Nordeste até 2011 podem procurar suas agências de relacionamento ou agências itinerantes para negociar liquidação ou repactuação de suas dívidas. Os rebates são de até 95% em casos de liquidação de operações de até R$ 15 mil no Semiárido, contratadas até 2006. Fora do Semiárido, os descontos sobre o saldo devedor atualizado são de até 85%. Para contratações realizadas de 2007 a 2011, as condições de liquidação incluem rebates de até 50% para empreendimentos localizados no perímetro semiárido e de até 40% nos projetos localizados fora dessa área.
 
As vantagens para os produtores que optem pela repactuação de suas dívidas incluem um cronograma de amortização com vencimento da primeira parcela em 2021 e da última parcela em 30 de novembro de 2030, com processo simplificado de análise da dívida. Os encargos financeiros na renegociação da dívida variam de 0,5% ao ano, para agricultores familiares, a 5% ao ano, para grandes produtores.

As operações enquadráveis são financiadas com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) ou com recursos mistos do FNE com outras fontes em contratações para empreendimentos localizados na área de atuação do Banco do Nordeste (região Nordeste e norte dos estados do Espírito Santo e Minas Gerais) independente do valor, ou realizadas com outras fontes de financiamento de valor até R$ 200 mil.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, registrou a relevância dos fundos constitucionais para o desenvolvimento e declarou intenção do Governo Federal de fortalecê-los. “O FNE é um instrumento fundamental para garantir o desenvolvimento, a ampliação de novas atividades econômicas, o fortalecimento das atividades já existentes, e as consequências são crescimento, desenvolvimento e geração de emprego e renda”.  

Outros compromissos

O ministro Helder Barbalho também reafirmou compromisso com continuidade da transposição do São Francisco, por meio das obras Cinturão das Águas do Ceará. A previsão apontada pelo ministro é de as águas cheguem a Fortaleza, no Ceará, em setembro de 2017, com a retomada das obras do trecho Eixo Norte, entre Cabrobó (Pernambuco) e Jati (Ceará).

Na ocasião, o presidente Michel Temer, o ministro Helder Barbalho e o governador do Ceará, Camilo Santana, assinaram termo de compromisso para financiamento, pelo Governo Federal, de projetos que promovem segurança hídrica para a Região Metropolitana de Fortaleza, num montante de R$ 44 milhões.

Durante a cerimônia, o presidente Michel Temer também entregou títulos de terra para agricultores familiares do estado, celebrando resultados do Programa de Cadastro de Terras e Regularização Fundiária da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que no Ceará já regularizou a situação fundiária de 6 mil agricultores.

 


Vídeos em destaque

Veja aqui os videos em destaque da Sala de Imprensa do Banco do Nordeste.