Os ativos verdes da Braskem x patentes verdes como instrumentos econômicos para descarbonização do meio ambiente: polipropileno e polietilenos verdes

Eliana Leal Ferreira Hellvig, Thais Helena Sydenstricker Flores-Sahagun

Resumo


Resumo

Nesse trabalho o leitor terá um panorama da indústria petroquímica brasileira e entenderá a importância da empresa BRASKEM no que se refere à inovação e desenvolvimento tecnológicoreferente à produção de polipropileno verde e polietilenos verdes (polietileno de alta densidade – PEAD e polietileno linear de baixa densidade – PELBD). Serão mostrados, para o período de 1999 a 2017, a evolução do número e tipo (processo ou produto) de patentes referentes aos polietilenos e polipropilenos verdes obtidos no mundo e o papel da BRASKEM, como única empresa produtora de eteno verde obtido a partir da cana-de-açucar. O marketing que envolve a venda de polietilenos verdes a empresas que utilizam polímeros com o selo “I’mgreenTM” da BRASKEM alcança consumidores de vários produtos através do apelo ambiental e coloca essas empresas em posição de destaque. Foi analisado para o período de 2007 a 2018 os ativos BRKM5 e créditos de carbono negociados nas bolsas de valores de São Paulo e Rio de Janeiro. Será discutida neste trabalho a relação dos créditos de carbono com a descarbonização do meio ambiente e também, do papel das bolsas de valores como instrumentos econômicos e precificador de ativos para a sustentabilidade econômica, financeira e ambiental.


Palavras-chave


Palavra-chave: créditos de carbono, USPTO, PE verde, PP verde.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter