VANTAGENS COMPETITIVAS SETORIAIS NOS ESTADOS DO NORDESTE NO PERÍODO DE 2006 A 2017

Angelo Antonio de Paula Cunha, Lucilena Ferraz Castanheira Corrêa, Roberta de Moraes Rocha

Resumo


Este trabalho analisa a dinâmica do crescimento do emprego dos estados da Região Nordeste, investigando se houve vantagem ou desvantagem competitiva para cada um dos 18 setores e estado, em relação ao mesmo setor a nível regional. A análise baseia-se no método shift-share, expansão de Esteban-Marquillas, e utilizam-se os dados extraídos da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) para o período de 2006-2017. Os principais resultados indicaram que o efeito teórico possui a maior participação na explicação da variação do emprego formal na região Nordeste, no estado do Maranhão, Piauí e Ceará, que apresentaram maiores crescimento do emprego formal no período. Os demais resultados reforçam a importância das políticas públicas implementadas no período com destaque aos setores de Construção e de Água e Esgoto que obtiveram vantagem competitiva especializada, tendo ainda os setores ligados diretamente e indiretamente a estes setores como Atividades Financeiras, Atividades Imobiliárias e Comércio, apresentado vantagem competitiva não especializada.


Palavras-chave


Economia Regional; Planejamento Regional; Nordeste; Shift-Share

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter