COMPLEMENTARIEDADE E SUBSTITUTABILIDADE NA ADOÇÃO DE AGRICULTURA DE PRECISÃO POR PRODUTORES DE SOJA EM GOIÁS E DF

Heverton Eustáquio Pinto, Érica Basílio Tavares, Marcelo Dias Paes Ferreira, Sônia Milagres Teixeira

Resumo


O presente trabalho buscou discutir o processo de adoção de tecnologias de diagnóstico do solo como parte do pacote de tecnologias em agricultura de precisão pelos produtores de soja em Goiás e Distrito Federal. Utilizou-se o modelo Tobit para estimar modelos do tempo de adoção de tecnologias de diagnóstico, quantificando a complementariedade e substitutabilidade entre elas tecnologias a partir do efeito escala pela análise do uso de tecnologia precedente e a sua interação com tamanho da propriedade. A adoção de tecnologias de diagnósticos aponta uma relação que favorece a substituição entre Amostra de Solo em Grade e Sensoriamento Remoto em propriedades acima de 450 hectares. Contudo, ao analisar a adoção daquelas com a tecnologia de Mapa de Produtividade, o processo de adoção se mostra complementar. Para que haja melhor difusão tecnológica em agricultura de precisão, especialmente em diagnósticos de solo na região entre os produtores de soja, é necessário que o poder público e agentes privados levem em consideração a escala da propriedade, a presença de infraestrutura tecnológica de comunicação, bem como fornecimento de pacotes tecnológicos para a adoção.

Palavras-chave


Amostra de Solo em Grade; Sensoriamento Remoto; Mapa de Produtividade; Tobit

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter