Análise Comparativa do Desempenho Exportador de Flores e Plantas Ornamentais nos Estados de São Paulo e Ceará

Anderson Antonio Esperança, Viviani Silva Lírio, Talles Girardi de Mendonça

Resumo


Constata que as transformações ocorridas a partir do início dos anos 1990 deixaram clara a necessidade e a importância de sistemas produtivos mais competitivos, e que, nesse cenário, os setores vinculados às cadeias produtivas agroindustriais, por se sujeitarem a exigências peculiares (riscos climáticos, ciclos biológicos, exigências sanitárias, entre outras questões), viram-se sob a necessidade de encontrar novos mercados, ou um novo posicionamento em mercados existentes. Analisa a evolução da competitividade dos principais estados exportadores de flores e plantas ornamentais, São Paulo e Ceará, no período de 1990 a 2008, comparando seu desempenho. Para isso, utiliza o Índice de Posição Relativa, o Índice de Vantagem Comparativa Revelada e o Índice de Competitividade Revelada. Os resultados indicam a consolidação da competitividade do Estado de São Paulo e rápida inserção do Ceará no mercado internacional, sobretudo a partir do início da década de 2000.


Palavras-chave


Competitividade. Mercado Internacional. Flores e Plantas Ornamentais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter