Saldos Migratórios: Uma Análise por Estados e Regiões do Brasil (1986-2006)

Silvana Nunes de Queiroz, José Márcio dos Santos

Resumo


A partir dos anos 1950, houve no Brasil a caracterização de regiões de origem/expulsão de migrantes, como o Nordeste brasileiro e o Estado de Minas Gerais, e regiões de destino/atração, como o Sudeste, em especial o Estado de São Paulo. Tais fluxos vêm apresentando mudanças significativas. O presente artigo examina as recentes mudanças na dinâmica migratória interna brasileira, embasando teoricamente os possíveis determinantes que corroborem estes resultados. Usa como base de dados os Censos Demográficos de 1991 e 2000 e a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2001 a 2006. Observa que, durante a década de 1990, ocorreram poucas mudanças nos saldos migratórios, com a manutenção dos fluxos migratórios observados na década de 1980. Todavia, os primeiros anos do século XXI apresentam importantes reversões nos recentes saldos migratórios internos em algumas regiões e estados brasileiros.


Palavras-chave


Migração Interna. Saldos Migratórios. Tendências Demográficas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter