A Heterogeneidade do Crescimento Econômico das Unidades Federativas Brasileiras (2000-2007)

Amarildo Hersen, Jandir Ferrera de Lima

Resumo


Analisa as fontes de crescimento regional do produto e do emprego nos estados brasileiros no período de 2000 a 2007. Utiliza o método Estrutural-Diferencial e o Estrutural-Diferencial modificado. O primeiro identifica três fatores importantes de crescimento: o componente nacional, o componente estrutural e o componente competitivo; e o segundo método adiciona o efeito alocação. Os resultados mostram que existem acentuadas disparidades de crescimento econômico e do emprego entre os estados brasileiros. Houve, porém, convergência entre as médias de crescimento econômico com a economia nacional, essas diferenças diminuem. Com relação aos fatores de crescimento do produto dos estados, verificou-se uma baixa relação com sua estrutura produtiva, destacando-se então o componente competitivo. Em se tratando do crescimento do emprego formal, tanto o componente estrutural como o competitivo apresentaram resultados positivos, evidenciando que os estados têm criado postos de trabalho tanto em função da dinâmica interna da sua economia quanto da economia nacional.


Palavras-chave


Economia Regional. Crescimento Regional. Economia Brasileira. Desenvolvimento Regional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter