Competitividade e parcela de mercado: Uma análise do constant market share para o mercado de camarão brasileiro

Jorge Luiz Mariano da Silva, Juliana Schmaltz Martins

Resumo


Analisa a competitividade e a inserção das exportações de camarão brasileiro no mercado mundial, no período de 1996 a 2006. Como metodologia, utiliza o modelo constant market share, que consiste na decomposição das fontes de crescimento das exportações. Os resultados mostraram, para o primeiro período de análise, que cresceram as exportações brasileiras para quase todos os países, com exceção do Japão, que direcionou sua demanda para outros países produtores. Nota que o crescimento efetivo do primeiro período foi amortecido pelo efeito destino das exportações, ou seja, o Brasil exportou para países onde a demanda mundial se mostrava em declínio. O segundo período – após a acusação de dummping pelos Estados Unidos – indicou uma grande reversão das fontes de crescimento das exportações brasileiras de camarão. O crescimento do market share para outros mercados, principalmente a França e a Espanha, decorreu do efeito competitividade e do aumento das importações desses países.


Palavras-chave


Constant Market Share. Exportações. Competitividade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter