Análise do comportamento otimizador das cooperativas de crédito nas Regiões Norte e Nordeste

Paulo Rogério Faustino Matos, Fábio Gondim Ribeiro

Resumo


Estuda os mecanismos de tomada de decisão em cooperativas de crédito brasileiras, instituições com forte e crescente representatividade no sistema financeiro, cujas operações são caracterizadas pelo trade-off na gestão inerente ao problema de incentivos e de monitoramento. Neste contexto, realizaram-se análises descritivas a respeito do comportamento otimizador das cooperativas de economia e crédito mútuo das regiões Norte e Nordeste, vis-à-vis às simulações realizadas por Banerjee, Besley e Guinnane, a partir de dados de cooperativas da Alemanha. As principais evidências sugerem que o modelo parece ter conseguido captar alguns dos principais aspectos observados nas cooperativas alemãs, mas obtendo menor sucesso para o caso brasileiro, principalmente no que concerne às analises envolvendo a taxa de juros praticada. Corroborando o arcabouço, fica evidente que quando do agravamento do problema microeconômico de agência através de um aumento no custo de monitoramento na cooperativa, estas recorrem menos ao credor externo.


Palavras-chave


Comportamento Otimizador. Cooperativismo de Crédito no Brasil. Modelo Principal-Monitor-Agente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter