Decomposição do índice Theil-T: uma análise da desigualdade de renda para os estados nordestino

Renata de Melo Caldas, Tatiane Almeida de Menezes

Resumo


Este trabalho realiza uma decomposição do índice Theil-T em cinco níveis: inter-rural/urbano, intergêneros, inter-racial, intergrupos educacionais e intragrupos educacionais. Utiliza dados da Pesquisa Nacional por amostra de Domicílios, para os anos 1996, 1999, 2001 e 2006. Entre os resultados, encontra que a distribuição de renda é menos desigual no Brasil do que no Nordeste e em seus respectivos estados; que houve redução da desigualdade em cinco estados nordestinos; que as disparidades de renda urbana e rural também se reduziram, tanto no Brasil quanto no Nordeste, mas não em todos os estados nordestinos; 26,58% da desigualdade de renda brasileira é explicada pela desigualdade intergrupo educacional, enquanto 28,44% da desigualdade nordestina é explicada por este grupo. A participação do componente intragrupo educacional é extremamente elevada, o que indica que existem outros fatores não-identificados que explicam mais da metade da desigualdade de renda tanto para o Brasil quanto para os estados estudados.

Palavras-chave


Desigualdade de Renda. Decomposição. Nordeste. Theil-T.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter