Interdependência e encadeamento das exportações setoriais e os modais de transporte: um enfoque de insumo-produto

Admir Antonio Betarelli Junior, Suzana Quinet de Andrade Bastos, Fernando Salgueiro Perobelli

Resumo


Este artigo analisa as interdependências e encadeamentos entre as exportações dos setores econômicos e os principais modais de transporte (rodoviário, ferroviário, fluvial, aéreo e marítimo) na economia brasileira. Para esse propósito, é utilizada uma matriz híbrida intersetorial de insumo-produto brasileira, incorporando como setores os modais de transporte. Com essa matriz, calculam-se os coeficientes de requerimentos, os índices de Rasmussem-Hirshman, as estatísticas de variabilidade e o campo de influência. Os resultados encontrados apontam que, pelo lado dos modais de transporte, o rodoviário, ferroviário e marítimo classificam-se como os modais-chave para a exportação brasileira. Pelo lado dos setores, a atividade siderúrgica, além de exercer as mais fortes pressões sobre a demanda dos modais ferroviário e marítimo, representa o setor mais importante da economia, uma vez que os seus encadeamentos (para frente e trás) afetam e influenciam um grande número de atividades produtivas.

Palavras-chave


Insumo-produto. Coeficientes de Requerimentos. Encadeamentos Modais de Transportes. Exportação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter