Aproveitamento das relações entre Pernambuco e Portugal: uma análise do comércio potencial versus comércio efetivo

Leonardo Ferraz Xavier, Robson Góes de Carvalho, Alcides Jerônimo de Almeida Tenório Júnior, Erick Soares de Sousa, Ecio de Farias Costa

Resumo


Caracteriza os setores da pauta exportadora de Pernambuco, segundo seu aproveitamento de comércio com Portugal. Para a identificação dos setores, foram tomados como referência os capítulos da Nomenclatura Comum do Mercosul e do Sistema Harmonizado que são coincidentes no nível agregado de dois dígitos. Verifica em quais setores identificados pelo índice de Vantagem Comparativa Revelada Pernambuco possui vantagem comparativa, como também quais apresentam potencialidade de comércio com Portugal, identificados através do Índice de Complementaridade. Para o confronto do comércio potencial com o efetivo, sugere o Índice de Efetividade Comercial, que revela o bom ou mau aproveitamento de comércio, tendo Pernambuco como exportador e Portugal como importador. De acordo com esse método e tomando o ano de 2005, dentre os 25 setores que se apresentaram potencialmente capazes de exportar para Portugal, 17 revelaram-se subaproveitados. Os resultados indicam oportunidades para novos negócios entre exportadores pernambucanos e compradores portugueses, merecendo maior atenção por parte de empresários e tomadores de políticas comerciais.

Palavras-chave


Comércio Exterior. Pernambuco. Portugal. Complementaridade. Efetividade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter