Análise de bem-estar para as unidades da federação do Brasil aplicada aos microdados de 2004

Roberta Muniz, Maurício Vaz Lobo Bittencourt

Resumo


Compara as distribuições de renda das diversas Unidades da Federação do Brasil para o ano de 2004, a fim de entender como as Unidades da Federação estão definidas em termos de bem-estar social. Para isso, utiliza a método de dominância estocástica, considerando a dominância de primeira e segunda ordem, com maior ênfase na última devido às limitações da primeira. Os resultados mostram que não há nenhuma distribuição que domine em segunda ordem todas as demais. No entanto, apresenta um conjunto eficiência formado por Santa Catarina e pelo Distrito Federal, significando que essas Unidades da Federação são as que possuem uma melhor posição em termos de bem-estar social no ano de 2004 em todo o Brasil. Adicionalmente, obtém um conjunto ineficiente, formado por Roraima, Maranhão e Alagoas, que apresentam os piores resultados em termos de bem-estar social.

Palavras-chave


Desigualdade. Distribuição de Renda. Bem-Estar Social. Microdados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter