Análise do desempenho das exportações brasileiras de sisal e derivados para o período de 1999 a 2008

Felipe de Figueiredo Silva, Paloma Santana Morais Pais, Antônio Carvalho Campos

Resumo


Analisa o desempenho das exportações de cordéis de sisal e de outras fibras, bem como das de sisal e outras fibras brutas, no período de 1999 a 2008. Esses produtos, apesar de pouco expressivos na balança comercial brasileira, são sócio e economicamente importantes para as regiões produtoras. A análise empreendida consiste na aplicação do Índice de Orientação Regional, do Índice de Vantagem Comparativa Revelada e do modelo Constant Market Share. Para a aplicação do último método, dividiu-se o período observado em três subperíodos a partir dos dados da United Nation Commodity Trade (Uncomtrade) e da Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO). Os resultados indicam que a demanda por esses produtos oscila ao longo do tempo, que o Brasil apresenta vantagem comparativa apenas nas exportações de sisal e outras fibras brutas e que a entrada de novos importadores, como a China, e a continuada e dominante presença dos Estados Unidos foram muito importantes para explicar o desempenho das exportações.

Palavras-chave


Sisal e Derivados; Exportações; Constant Market Share.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter