Regionalização das políticas de Ciência e Tecnologia (C&T): análise institucional da gestão estratégica da inovação no Nordeste do Brasil

Elisabeth Loiola, Napoleão dos Santos Queiroz

Resumo


À luz da Nova Economia Institucionalista (NEI) e com base em pesquisa bibliográfica e documental, este trabalho objetiva analisar e avaliar as experiências do Sistema para Gestão Estratégia de Inovação no Nordeste, formulado pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) em parceria com a Universidade de Campinas (UNICAMP), e do Eixos de Desenvolvimento, Necessidades e Prioridades de Ciência & Tecnologia (C&T) e Recursos Humanos para a Competitividade e Desenvolvimento Regional Eixo Costeiro do Nordeste, realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Tais iniciativas focalizaram a problemática da inovação para a competitividade empresarial e para o desenvolvimento do Nordeste, baseando-se, em ambos os casos, em metodologias de formulação inovadoras e, no primeiro caso, propondo, também, metodologia inovadora de implementação e de gestão do sistema. As inovações metodológicas justificaram-se como formas de correção de problemas apresentadas pelas políticas de C&T no Brasil ofertismo e vinculacionismo, por exemplo e, conseq üentemente, como meio de superar as lacunas do sistema regional de inovação. Dados os objetivos, o caráter inovador de suas metodologias, a centralidade da inovação para a competitividade empresarial e para o desenvolvimento regional, a descontinuidade de ambos os projetos e a recente extinção da Sudene, torna-se relevante avaliá-los para identificar e aprender com os resultados parciais, desvios, estágios e obstáculos existentes.

Palavras-chave


Sistema Regional de Inovação; Desenvolvimento Sustentável; Aprendizagem; Sudene; Ciência e Tecnologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter