TRANSPORTES, ESTRUTURA PRODUTIVA E COMPOSIÇÃO DE REQUERIMENTOS: A DEPENDÊNCIA SETORIAL E REGIONAL NAS PRINCIPAIS ECONOMIAS MUNDIAIS

Admir Antoni Betarelli Junior, Taís Alves de Rezende, Fernando Salgueiro Perobelli, Weslem Rodrigues Faria, Rosa Lívia Gonçalves Montenegro

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o quanto os modais de transporte (terrestre, aéreo e aquaviário) são requeridos pelos demais setores econômicos, e como se dão tais interações setoriais nas principais economias mundias. Para este fim, foi utilizada a matriz insumo-produto interregional do ano de 2014 do World Input-Output Database (WIOD). Os resultados obtidos sinalizam que economias mais avançadas e com uma infraestrutura de transporte mais desenvolvida possuem ligações setoriais mais fortes. Foi possível verificar que, na média, a atividade de transporte aquaviário está mais relacionada com os efeitos indiretos gerados pelos setores dos que as outras atividades de transporte, embora apresente os menores requerimentos totais. Este mapeamento pode ser de interesse para orientar a formulação de políticas que vizem à aplicação de recursos em infraestrutura e/ou estímular uma integração comercial entre setores e regiões.

Palavras-chave


Transporte. Estrutura produtiva. Requerimentos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter