Integridade e Ética Integridade e Ética

Para difundir os princípios de integridade, ética e transparência entre empregados, clientes, fornecedores, parceiros e demais públicos de relacionamento, o Banco do Nordeste instituiu sua Política de Integridade e Ética.

Toda a prática cotidiana do Banco do Nordeste está regulada por normativos baseados em princípios e valores éticos. Tais princípios são continuamente difundidos entre colaboradores e clientes, de modo a inspirá-los e orientá-los para a valorização e prática da ética em todas as suas ações.

Política de Integridade e Ética

A Política de Integridade e Ética do Banco do Nordeste consiste em um conjunto de mecanismos e procedimentos internos de integridade, auditoria, incentivo à denúncia de irregularidades e aplicação efetiva do Código de Conduta Ética e Integridade da instituição.

Implementada em conformidade com a Lei 12.846/2013, a Política de Integridade e Ética objetiva detectar e sanar eventuais desvios, fraudes, irregularidades e atos ilícitos praticados contra a administração pública.

Suas diretrizes são compostas pelos temas: prevenção e combate à corrupção; identificação e tratamento do conflito de interesses; contratação e aquisição de bens/serviços; transparência e acesso à informação; controles internos, gestão de riscos e segurança corporativa; prevenção e combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo; governança corporativa; demonstrações financeiras; auditoria interna; responsabilidade socioambiental; conduta ética; gerenciamento disciplinar; treinamento e capacitação.

Código de Conduta Ética e Integridade

O Código de Conduta Ética e Integridade do Banco do Nordeste estabelece os princípios e valores que norteiam a conduta de seus profissionais nos relacionamentos internos e com os diversos segmentos da sociedade.

Os princípios que fundamentam a conduta ética no Banco do Nordeste são: justiça, honestidade, democracia, cooperação, disciplina, governança, sustentabilidade, compromisso, confiança, civilidade, transparência, igualdade e respeito. 

O Banco conta com uma Comissão de Ética para difusão dos princípios éticos e do Código de Conduta, proporcionando um elevado padrão de comportamento que contribua efetivamente para a lisura e transparência das ações praticadas na condução dos negócios.

Denúncias

Caso encontre alguma irregularidade, sua denúncia pode ser feita de forma anônima clicando aqui ou por meio da nossa Ouvidoria:

  • Telefone, 0800-033-3033;
  • Telefone para atendimento às pessoas com alguma deficiência auditiva, 0800-033-3031;
  • Fax, pelo número (85) 3251-5858;
  • Carta  (Av. Doutor Silas Munguba, 5700 - Polo de Lazer -  Caixa Postal 628 - Passaré - CEP-60.743-902 - Fortaleza-CE);
  • Pessoalmente, no endereço informado acima.

Depoimentos de Integridade e Ética         

Anderson da Cunha Possa

Presidente do Banco do Nordeste (interino)

Hailton José Fortes 

Diretor Financeiro e de Crédito

Thiago Nogueira

Diretor de Ativos de Terceiros

Haroldo Maia Júnior

Diretor de Administração

Bruno Ricardo Pena

Diretor de Planejamento

 

Releases Releases

Voltar

Banco do Nordeste realiza IV Fórum de Integridade e Ética

Fortaleza (CE), 21 de setembro de 2020 – O IV Fórum de Integridade e Ética do Banco do Nordeste teve início hoje com o tema “Integridade e Sustentabilidade em Tempos de Crise”. A abertura foi realizada pelo presidente da instituição, Romildo Rolim, e pelo ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário. O evento, realizado de maneira remota, reuniu participantes interessados no debate sobre a atual ambiência de governança no Brasil. A programação continua no próximo dia 29.

Na abertura do evento, o presidente Romildo Rolim destacou a relevância das boas práticas na gestão pública em meio ao processo de retomada econômica. “Discutir a cultura do controle e da integridade é muito importante. Temos cultivado esse ambiente no Banco do Nordeste, elevando a curva de governança em nossa instituição. Todas nossas ações do BNB têm sido pautadas pela ética, considerando leis e regulamentos internos, para melhor gestão dos recursos públicos”, afirmou.

O ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, ressaltou a importância da iniciativa. “Um programa de integridade promove uma mudança de cultura na organização. Essa mudança é essencial para os resultados entregues à sociedade”, destacou.

A programação do primeiro dia de evento apresentou os painéis “Governança e gestão de processos críticos nas organizações em tempos de crise” e "Compliance x Cultura de integridade". Participaram a consultora de compliance, palestrante e professora, Roberta Codignoto, a advogada e professora, Pâmela Roque, o chefe da Assessoria Especial de Controle Interno do Ministério da Economia, Francisco Eduardo Bessa, e o diretor de Integridade da CGU, Pedro Ruske. Durantes os painéis, a participação do público ocorreu por meio de chat no YouTube.

Na próxima terça-feira (29), às 9h30, o evento retorna com palestra magna do diretor de Governança e Conformidade da Petrobrás, Marcelo Zenker, seguida de interação com o público mediada pelo diretor de Controle e Risco do Banco do Nordeste, Cornélio Pimentel. O evento será transmitido pelo canal Banco do Nordeste Oficial no YouTube.