Pular para o conteúdo

Sala de Imprensa

 
 
Voltar

Exposição no CCBNB Fortaleza reflete sobre autoria artística feminina

Fotografia - Flávia AlmeidaFortaleza (CE), 6 de setembro de 2021 - Na perspectiva de contribuir com o debate sobre a presença das mulheres no campo das artes, a exposição "Tanto quanto escurecer acende os vaga-lumes" reúne uma série de trabalhos de autoria feminina que integram o acervo do Banco do Nordeste, juntamente com obras de quatro artistas convidadas. A mostra está aberta a visitações gratuitas e presenciais na sede do CCBNB Fortaleza, de terça a domingo, das 8h às 22h, até o próximo dia 30 de setembro, observando todos os protocolos sanitários vigentes.

Na oportunidade, o público poderá apreciar obras de artistas como Amanda Melo, Waléria Américo, Cris Soares, Flávia Almeida, Guiomar Marinho, Maria de Lourdes Cândido, Ana das Carrancas, Lu Miranda, Thula Kawasaki e Sabyne Cavalcanti.

Segundo uma das curadoras da exposição, Jacqueline Medeiros, durante muito tempo, as mulheres foram impedidas não apenas de seguir a carreira artística, como também de serem reconhecidas por seu trabalho. Para ela, ainda há baixa representatividade e visibilidade da produção feminina nos acervos das grandes instituições culturais no País. 

Flávia nos desloca para um mundo singular e surreal permeado por uma espécie de entidade feminina a fundir tempo e espaço, vida e morte. Figura esta que nasce com o desejo da artista de resgatar suas origens ancestrais e descolonizar o corpo e a imagem de si. Em uma busca espiritual afinada aos antigos saberes perpassados pelos ensinamentos e a convivência com a sua avó.


Vídeos em Destaque Vídeos em Destaque



Desculpe nossa interferência, mas seu navegador não suporta a tecnologia utilizada neste portal.

Procure atualizar o seu navegador para a última versão disponível ou utilize uma das sugestões gratuitas e modernas listadas abaixo:

Chrome 18 ou +Firefox 19 ou +IE9 ou +
x