DINÂMICA ECONÔMICA E A HETEROGENEIDADE ESTRUTURAL NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL ENTRE 2003 E 2015

Flaviana Candido Oliveira, Danielle Carusi Machado, Fernando Augusto Mansor de Mattos

Resumo


Nos primeiros treze anos do século XXI, a economia brasileira apresentou uma dinâmica econômica positiva, com a retomada do crescimento econômico junto a maior inclusão social, resultado associado às melhorias no cenário externo e às iniciativas internas de políticas econômicas. Desta conjuntura econômica beneficiou-se especialmente a região Nordeste, que exibiu melhores resultados do que a média nacional em diversos indicadores. O objetivo deste artigo é mostrar que, apesar dos indicadores positivos exibidos pela economia da região Nordeste, as mudanças ocorridas no período não promoveram mudanças estruturantes. Os indicadores utilizados para analisar as transformações econômicas ocorridas relacionam-se à evolução da estrutura setorial e da produtividade do trabalho. Para o objetivo proposto realizamos análise de estatística descritiva para os dados extraídos da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios (PNAD) e do Sistema de Contas Regionais, interpretando-os sob à luz da categoria de heterogeneidade estrutural.


Palavras-chave


Desigualdade Regional no Brasil; Estrutura Setorial; Produtividade do Trabalho

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter