INCERTEZA E DESEMPENHO ECONÔMICO DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL NO BRASIL

Karina Oliveira Belarmino Almeida, Weslem Rodrigues Faria, Izak Carlos Silva

Resumo


Este trabalho teve o objetivo de analisar os efeitos da incerteza econômica sobre o desempenho do setor de construção civil brasileiro. Para medir a incerteza utilizou-se o Indicador de Incerteza Econômica – Brasil (IIE-Br), do Instituto Brasileiro de Economia. Valeu-se ainda de variáveis relacionadas à construção civil, sendo estas: Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) do setor; Índice de Emprego Formal (IEF); taxa de juros real ex post; e Índice Nacional da Construção Civil (INCC). Estimou-se um Modelo Vetorial de Correção de Erros (VEC) e analisou-se as funções de resposta ao impulso, bem como a decomposição da variância dos erros de previsão. Os resultados corroboram que a incerteza é contracíclica e seus choques, após 12 meses, produzem efeitos contracionistas sobre o setor, afetando negativamente o IEF e a FBCF e positivamente o INCC.

Palavras-chave


Incerteza; IIE-Br; Construção civil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter