AGRICULTURA FAMILIAR NO RIO GRANDE DO NORTE SEGUNDO O CENSO AGROPECUÁRIO 2017: PERFIL E DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL

Joacir Rufino de Aquino, Roberto Marinho da Silva, Emanoel Márcio Nunes, Fernando Bastos Costa, Willy Farias Albuquerque

Resumo


O objetivo deste artigo é traçar um perfil socioeconômico atualizado da agricultura familiar no Rio Grande do Norte (RN) e discutir seus desafios futuros. Para tanto, utiliza dados do Censo Agropecuário 2017 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em linhas gerais, o trabalho mostra que a agricultura familiar se destaca no campo potiguar na produção de alimentos e na geração de ocupações produtivas para centenas de pessoas. No entanto, o segmento é entravado pela escassez de ativos produtivos que atinge a maioria dos estabelecimentos, passando a depender de rendas externas para garantir sua manutenção. A superação desses e outros problemas exige uma estratégia ampla de desenvolvimento rural focada no enfrentamento das vulnerabilidades da agricultura familiar estadual e no incentivo das suas potencialidades.


Palavras-chave


Agricultura Familiar; Desenvolvimento Rural; Rio Grande do Norte

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter