Infraestrutura de transportes e comércio interestadual agrícola e agroindustrial no Brasil

Fernanda Maria de Almeida, Marília Fernandes Maciel Gomes, Orlando Monteiro da Silva

Resumo


Tem como objetivo principal avaliar os impactos da infraestrutura de transportes dos estados no comércio interestadual desses produtos. Utiliza teorias do comércio internacional, adaptadas ao comércio nacional, como base para o referencial teórico. Como referencial analítico, cria índices de infraestrutura de transportes e os aplica em um modelo de gravidade. Os resultados mostraram que os estados de maior concentração de infraestrutura de transportes no Brasil são SP, RJ, DF e ES. As variáveis utilizadas no modelo adotado apresentaram, de modo geral, estimativas estatisticamente significantes e coerentes com o sugerido pela teoria econômica. Observou-se que há grande influência da disponibilidade de infraestrutura de transportes no comércio geral dos produtos agrícolas e agroindustriais dos estados e também em suas atividades. Dessa forma, o estudo demonstra o efeito de diferentes fatores no comércio interno dos produtos do setor agrícola e agroindustrial no país e, ainda, reforça a importância do papel da infraestrutura de transportes dos estados nesse tipo de comércio.


Palavras-chave


Infraestrutura de Transportes. Comércio Interestadual. Modelo de Gravidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter