Competitividade brasileira no comércio internacional de produtos extrativos vegetais

Naisy Silva Soares, Márcio Lopes da Silva

Resumo


Analisa a competitividade brasileira no comércio internacional de produtos extrativos vegetais, de 1990 a 2010. Utiliza os índices vantagem comparativa revelada, taxa de cobertura, comércio intraindústria, índice de abertura do comércio e de contribuição ao saldo comercial. Os resultados obtidos revelam que o Palmito, Castanha de Caju, Castanha-do-pará e Óleo Essencial de Eucalipto foram competitivos no comércio internacional; houve predomínio do comércio interindústria para o Palmito, Castanha de Caju e Castanha-do-pará e do comércio intraindústria para o Tanino e Óleo Essencial de Eucalipto; observa baixo grau de abertura de comércio para os produtos extrativos vegetais brasileiros; e que Palmito, Castanha de Caju e Castanha-do-pará destacam-se na contribuição para o saldo comercial do setor no país.

Palavras-chave


Vantagem comparativa revelada. Comércio intraindústria. Comércio internacional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter