Microcrédito, infraestrutura e desenvolvimento rural: o Agroamigo investimento e custeio na agricultura familiar de territórios do Rio Grande do Norte

Emanoel Márcio Nunes, Ionara Jane de Araújo, Andreya Raquel Medeiros de França, Jéssica Samara Soares de Lima, Lilian Silva de Medeiros

Resumo


Este artigo analisa o Programa de Microcrédito Rural Orientado e Acompanhado (AGROAMIGO) nas suas linhas de Custeio e Investimento, com a finalidade de investigar suas relações e interfaces com a agricultura familiar do Rio Grande do Norte, a partir dos territórios Açu-Mossoró, Alto Oeste Potiguar, Sertão do Apodi e Sertão Central Cabugi e Litoral Norte. A pergunta a ser respondia é: quais as contribuições que o AGROAMIGO tem gerado junto aos agricultores familiares nos seus dez anos de existência? Para isso, o estudo se baseou numa metodologia qualitativa, com entrevistas semiestruturadas e se apoiou nas argumentações com dados secundários de diversas fontes e pesquisas. Conclui-se que o AGROAMIGO tem apresentado dois caminhos. De um lado, está financiando mais Investimento e menos Custeio para atividades econômicas tradicionais, especialmente as relacionadas à pecuária. De outro, é notado o início de um processo ainda tímido de diversificação econômica das atividades, com o surgimento de novas cadeias produtivas, especialmente as relacionadas ao processamento de produtos agropecuários, a exemplo da apicultura, cajucultura e fruticultura, esta última com a produção de polpa de frutas.

Palavras-chave


Microcrédito rural; Territórios; Agricultura Familiar; Desenvolvimento rural.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter