Custo de disponibilização e distribuição da água por diversas fontes no Ceará

José Carlos de Araújo, Pedro Antonio Molinas, Elano Lamartine Leão Joca, Cláudio Pacheco Barbosa, Carlos Jaime de Souza Bemfeito, Paulo Sérgio do Carmo Belo

Resumo


Relata uma avaliação dos custos dos investimentos necessários para disponibilizar e distribuir a água no Estado do Ceará por meio de diversas fontes, tema fundamental para subsidiar o planejamento e a gestão dos recursos hídricos. Analisa os custos de disponibilização de água: superficial (regularização de rios por barragens); subterrânea (nos domínios sedimentares e cristalinos); de reúso e de cisterna de placas. Também avalia os custos para melhor distribuição da água disponibilizada por meio de barragens, adutoras e carros-pipas. Do estudo verificam-se os seguintes custos: água superficial 0,091 R$ por m3 com 90% de garantia; água subterrânea no cristalino 0,118 R$/m3 e no sedimento 0,101 R$/m3; água de reúso (para 20.000 habitantes) 0,090 R$/m3 e água de cisterna 1,240 R$/m3 (ou apenas 11,25 R$/hab/ ano). A distribuição de água por meio de barragens custa 0,146 R$/m3, enquanto por meio de adutoras custa 263 R$/hm3.km.m e por carros-pipas 9,827 R$/m3 (ou 70,68 R$/hab/ano). Apresenta bases para política de gestão de recursos hídricos e mostra que alternativas de disponibilização de água como reúso e cisternas devem ser consideradas nas políticas de balanço hídrico e de universalização do acesso à água.

Palavras-chave


Custos de água; Gestão dos recursos hídricos; Semi-árido; Ceará.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter