ANÁLISE EXPLORATÓRIA DA EVOLUÇÃO DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA (1998/2013)

Suzana Quinet Bastos, Bruno Moraes Gomes, Ricardo Soranço Andrade Cruz

Resumo


Este artigo analisa a evolução da Estratégia de Saúde da Família (ESF), programa do governo federal que surgiu em 1994, visando a reorganização da atenção primária à saúde no Brasil. Como metodologia utiliza a Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE) que permite visualizar e acompanhar a dispersão espacial das equipes da saúde da família. A base de dados é disponibilizada pelo Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde (DAB/MS), para os municípios brasileiros, de 1998 a 2013. Como conclusão verifica-se elevação no grau de cobertura da ESF ao longo dos anos, especialmente nos municípios com população inferior a 50 mil habitantes. Observa-se na fase de implantação do programa a predominância de clusters do tipo Baixo-Baixo, isto é, municípios com baixa cobertura rodeados por municípios com também baixa cobertura. A partir da fase de desenvolvimento observa-se maior aleatoriedade espacial dos clusters, ocorre a diminuição dos clusters do tipo Baixo-Baixo, mais municípios aderem ao programa e outros atingem as metas, demonstrando a evolução do ESF.


Palavras-chave


Estratégia Saúde da Família (ESF), Atenção Primária à Saúde, Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter