Utilize este identificador para referenciar este registo: s1dspp01.dmz.bnb:8443/s482-dspace/handle/123456789/1200
Título: Telecomunicações
Autores: MENDES JÚNIOR, Biágio de Oliveira
Palavras-chave: Economia
Serviço
Telecomunicações
Pandemia
Nordeste
Ceará
Data: Mai-2022
Editora: Banco do Nordeste do Brasil
Citação: MENDES JÚNIOR, Biágio de Oliveira. Telecomunicações. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, ano 7, n.224, maio. 2022. (Caderno Setorial Etene)
Relatório da Série N.º: Caderno Setorial Etene;n.224
Resumo: O Ceará apresentou gradativa desaceleração de queda da atividade de informação e comunicação até abril/2021. Em janeiro/2022, chegou ao crescimento de 13,5%. Pernambuco vem de alta da atividade em março/2020 (+1,8%), coincidindo com o início da pandemia da Covid-19 e em fevereiro/ 2021 apresentou queda de 5,2%. Contudo, em janeiro/2022 alcançou aumento de 4,3%. No período em análise, Bahia somente veio a atingir crescimento no volume de serviços de informação e comunicação em dezembro/2021 e em janeiro/2022 marcou evolução de 0,6%. Neste mesmo mês, o Brasil cresceu 9,7%, no acumulado de 12 meses. O número de assinantes de celular, receita das empresas de telecomunicações, usuários de internet, assinaturas de banda larga fixa e gastos com equipamentos de TI e gasto total de TI crescerão no Brasil até 2026. A questão sobre o uso dos postes de energia elétrica por operadoras de telecomunicações envolve custo de R$ 20 bilhões para o reordenamento de até 12 milhões de postes e caso isto não ocorra, a implantação das redes de 5G estará comprometida.
URI: s1dspp01.dmz.bnb:8443/s482-dspace/handle/123456789/1200
Aparece nas colecções:Caderno Setorial Etene

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2022_CDS_224.pdf1.59 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.