Utilize este identificador para referenciar este registo: s1dspp01.dmz.bnb:8443/s482-dspace/handle/123456789/398
Título: Comércio atacadista
Autores: MENDES JÚNIOR, Biágio de Oliveira
Palavras-chave: Nordeste
Pandemia
COVID-19
Data: Nov-2020
Editora: Banco do Nordeste do Brasil
Citação: MENDES JÚNIOR, Biágio de Oliveira. Comércio atacadista. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, ano 5, n. 141, nov. 2020. (Caderno Setorial ETENE, n.141)
Relatório da Série N.º: Caderno Setorial ETENE;n.141
Resumo: O Estado de maior predominância para o comércio atacadista no Nordeste é o Maranhão. O Nordeste deteve 5 empresas de comércio atacadista entre as 30 maiores do País. As expectativas para o 2º semestre/2020 para o Brasil são de gradual retorno às atividades econômicas com o afrouxamento do isolamento social, que deve ajudar a impulsionar o consumo até o fim do ano e o comércio atacadista deve fechar 2020 com crescimento nominal em torno de 2%, em relação a 2019.
URI: s1dspp01.dmz.bnb:8443/s482-dspace/handle/123456789/398
Aparece nas colecções:Caderno Setorial Etene

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2020_CDS_141.pdf218.68 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.