Utilize este identificador para referenciar este registo: s1dspp01.dmz.bnb:8443/s482-dspace/handle/123456789/616
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorMENDES JÚNIOR, Biágio de Oliveira-
dc.date.accessioned2021-01-14T15:28:48Z-
dc.date.available2021-01-14T15:28:48Z-
dc.date.issued2020-09-
dc.identifier.citationMENDES JÚNIOR, Biágio de Oliveira. Comércio varejista. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, ano 5, n.133, set.2020. (Caderno Setorial ETENE, 133)pt_BR
dc.identifier.uris1dspp01.dmz.bnb:8443/s482-dspace/handle/123456789/616-
dc.description.abstractO consumo de bens essenciais, considerando os efeitos do isolamento social e o choque de renda, cresceu nos eletrodomésticos e supermercados, enquanto que vestuário foi mais prejudicado. A recuperação observada no 2T2020 é devido à intervenção do Governo, auxílio emergencial e o saque do FGTS, bem como da gradativa flexibilização das medidas restritivas, porém as projeções indicam que a recuperação do setor deve ocorrer apenas em 2021.pt_BR
dc.publisherBanco do Nordeste do Brasilpt_BR
dc.relation.ispartofseriesCaderno Setorial ETENE;n.133-
dc.subjectCOVID-19pt_BR
dc.subjectPandemiapt_BR
dc.subjectServiçopt_BR
dc.subjectNordestept_BR
dc.titleComércio varejistapt_BR
dc.typeArticlept_BR
Aparece nas colecções:Caderno Setorial Etene

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2020_CDS_133.pdf252.85 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.